Nvidia cancelou seu evento de IA que ocorreria em Israel após ataque do Hamas

Que a Nvidia é uma grande empresa, responsável pela fabricação de vários chipsets de qualidade, todos nós, antenados no mundo da tecnologia já sabemos. 

Porém, essa empresa, que também está ocupando o lugar de maior fabricante de chips de IA, nesta segunda-feira (9), decidiu cancelar o evento que iria ocorrer na próxima semana em Tel Aviv, em Israel.

Essa grande conferência, que aconteceria em primeira mão nos dias 15 e 16, seria disponibilizada e arquitetada pela própria Nvidia.

O evento, sem sombra de dúvidas, prometia um verdadeiro templo de conhecimento, onde discussões sobre IA generativa, supercomputação, modelos de linguagem de programação, veículos autônomos e até mesmo a batalha constante para alcançar total segurança cibernética seriam pautadas.

Esse cancelamento inesperado foi algo bastante triste, pois cerca de 2.500 pessoas com alta fluência no assunto, iriam se reunir para escutar o próprio CEO da empresa, Jensen Huang, destilar palavras de sabedoria. Porém, os motivos que levaram ao cancelamento, são ainda mais comoventes.

O que levou a Nvidia a cancelar o evento?

A decisão de cancelamento, foi tomada como uma precaução de segurança em resposta ao ataque que ocorreu pelo grupo de movimento islamista palestino, o Hamas, no último sábado, dia 7.

Segundo a Nvidia, em comunicado em seu blog sobre o evento, Israel é agora considerado “um dos epicentros mais pulsantes da tecnologia global”. 

A gigante da tecnologia expressou sua disposição em sediar esse evento nas terras israelenses, realçando o seu compromisso em aproveitar a inovação que caracteriza o cenário tecnológico desse país.

Veja também:

Em nota, a big tech disse que eles expressam seu pesar ao informar que, em virtude dos acontecimentos recentes em Israel, optaram por cancelar o grande e esperado evento. 

Suas preocupações estão voltadas para todos os indivíduos impactados por essa situação. Mas a segurança e o bem-estar dos participantes da AI SUMMIT constituem sua principal prioridade, e eles têm convicção de que essa é a medida mais adequada para assegurar a proteção de todos no atual cenário do país.

Essa conferência com certeza seria um grande tesouro para a humanidade, e poderia trazer maiores avanços para as áreas que seriam pautadas no decorrer das palestras.  

Além do CEO da big tech Nvidia, diversos nomes importantes da empresa, e outros patrocinados, estavam com seus discursos na “ponta da língua”. Um exemplo, era Kimberly Powell, a vice-presidente de Healthcare.

Notícias sobre o evento ocorrer em outro momento ou em outro local, até o momento não foram mencionadas pela empresa em nenhum canal. Por isso, fomos levados a crer que, até o momento, não haverá AI Summit neste ano.

O que de fato está acontecendo em Israel?

Desde sábado (7), um grupo chamado Hamas, lançou vários ataques contra Israel para reaver seus territórios. Segundo o veículo G1, esses ataques atingiram civis, vários prédios e automóveis, causando uma catástrofe e diversos estragos nas mais variadas regiões do país. 

nvidia
Imagem: Divulgação/Nvidia

Além de cidades pequenas, cidades como Jerusalém e Tel Aviv, onde iria ocorrer o evento da Nvidia, também foram atingidos, colocando todos em alerta e desespero contínuo. 

Logo após os ataques, no domingo, as autoridades israelitas estimaram que cerca de 1.000 pessoas já tinham vindo a óbito, e outros milhares ficaram feridos.

Além disso, o governo israelense instruiu seus cidadãos a aderirem rigorosamente às medidas de segurança, enquanto asseguraram firmemente que darão uma resposta à altura ao grupo em questão.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept