e novas regras de internet para escolas

Entenda o caso Starlink

Moldura de canto cinza

Uma brecha nas novas regras, fez com que a Starlink, a internet revolucionária do bilionário Elon Musk, se tornasse a única internet elegível para as escolas.

Isso mesmo! Nesta última sexta-feira, uma nova regulamentação do governo Lula foi apresentada, e nos requisitos estava a especificação de uma internet de 50Mb/s.

Acontece que não são todas as escolas brasileiras que conseguem ter acesso a internet desta magnitude através da internet a cabo e fibra, tendo então que recorrer a Starlink. 

Quais eram as regras antigas? 

Imagem: Divulgação

Anteriormente, as diretrizes estabeleciam apenas o critério de 1 Mb/s por aluno, sendo então uma mudança drástica que afeta várias escolas dos municípios brasileiros. 

Sendo pautada que a única internet que poderia sanar essa regra, seria a Starlink, o MEC foi acionado e medidas foram tomadas para não afetar as instituições de ensinos do nosso país. 

Exigir 50 Mb/s como requisito mínimo para as escolas públicas, é um plano ambicioso, já que a (ONU), por exemplo, estabeleceu uma meta de 20 Mb/s de velocidade para escolas em todo o mundo até 2030.

Quer saber mais sobre? 

Em nossa publicação completa é possível encontrar muitas outras informações sobre essa notícia. Então, não deixe de acessá-la! Ficaremos te aguardando. 

Quer mais informações sobre o mundo da tecnologia?

Então não deixe de acessar nossas publicações diárias, que visam trazer conteúdo de qualidade especialmente para você!

Moldura de canto branca